8 Passos Para Evitar a Pressão Alta

A pressão alta, também chamada de Hipertensão, é o quadro clínico caracterizado pela pressão arterial igual ou maior que 14 por 9 (140 X 90mmHg). A pressão pode se elevar por diversos motivos, mas a causa principal é a contração dos vasos sanguíneos. Quando os vasos que conduzem o sangue pelo corpo se contraem, o espaço para a circulação do sangue fica menor e a pressão sobe, a elevação da pressão arterial traz diversas consequências:

A pressão alta faz mal para os vasos sanguíneos, coração, rins e cérebro.

Os vasos sanguíneos possuem uma camada fina e delicada que os recobre internamente. Quando a pressão que o sangue exerce sobre esses vasos se eleva, ocorrem danos, que quando constantes, com o passar do tempo, tornam os vasos sanguíneos mais rígidos e estreitos, podendo até entupir ou sofrer rompimentos.

Quando um vaso sanguíneo que está no coração sofre entupimento, leva à angina. A angina é um tipo de dor no peito, causada pela redução do fluxo de sangue para o coração.

Se o grau de entupimento for mais grave, leva ao infarto do miocárdio, que acontece quando o sangue não consegue mais passar por aquele vaso sanguíneo.

Quando o entupimento ou rompimento ocorre em um vaso cerebral, ocorre o “derrame cerebral” ou AVC.

Nos rins, podem ocorrer alterações na filtração e até a paralisação dos órgãos em casos mais graves.

A pressão alta é muito comum, acomete um em cada quatro adultos. De acordo com a Sociedade Brasileira de Hipertensão, ela é responsável por 40% dos infartos, 80% dos derrames e 25% dos casos de insuficiência renal terminal.

As consequências da hipertensão podem ser evitadas, desde que o hipertenso conheça sua condição e faça acompanhamento médico e tratamento adequado para o controle da pressão.

Veja as dicas que a Medicativa separou para combater a pressão alta:

1 – Meça a pressão regularmente.

É importante saber como anda sua pressão arterial, por isso, pelo menos uma vez ao ano, afira-a. É simples, rápido, e ajuda a prevenir problemas mais sérios.

2 – Pratique atividades físicas.

A prática regular de atividades físicas, principalmente as aeróbias, contribuí para a melhora de todo o sistema circulatório e pulmonar. Consulte um especialista e faça uma avaliação antes de começar qualquer tipo de treino.

3 – Tenha uma alimentação saudável.

A alimentação saudável é indispensável para manter a saúde do coração e a pressão arterial sob controle.  Opte por verduras, legumes, frutas e gorduras saudáveis. Evita frituras e carnes muito gordurosas.

4 – Pare de fumar.

O tabagismo eleva a pressão imediatamente e a mantém elevada mesmo após o término do cigarro.

5 – Reduza o consumo de álcool.

Corte as bebidas da sua dieta ou consuma com muita moderação. O excesso de álcool eleva a pressão arterial, além de diversos outros malefícios.

6 – Não pare o tratamento.

O tratamento para a hipertensão deve ser contínuo. Consulte-se com seu médico regularmente e siga o tratamento por ele proposto.

7 – Evite o estresse.

O estresse é a resposta do organismo quando exposto às sobrecargas físicas e emocionais, acarretando em hipertensão e doenças cardiovasculares. Inclua atividades relaxantes na sua rotina, tenha tempo para a família e o lazer.

8 – Reduza o sal

A alimentação com excesso de sal causa retenção de líquidos, acarretando em hipertensão. Diminua o consumo de sal, substituindo parte dele por temperos naturais, como salsa e manjericão. Opte por alimentos frescos, evitando o consumo de enlatados e conservas, que possuem alto teor de sódio. 

Compartilhe esse post

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on telegram

Camila Cardozo

Farmacêutica Bioquímica formada pela Universidade Nove de Julho, atua em farmácia magistral há 20 anos e possui amplo conhecimento da rotina, destacando supervisão e liderança de equipe de produção.

Hoje, além de atuar no setor de atendimento farmacêutico e nos laboratórios da MEDICATIVA, oferece suporte técnico à classe médica, apresentando novidades do mercado e esclarecendo dúvidas nas prescrições magistrais.

Cursos no Conselho Regional de Farmácia:
-Interações Medicamentosas
-Gestão de Boas Práticas de Manipulação
-Prevenção de acidentes em Farmácia Magistral
-Manipulação Veterinária.

Ambicamp:
-Gerenciamento de Resíduos nos serviços de saúde.

Universidade Nove de julho:
-Participação do I fórum de Cosmetologia
-Simpósio multidisciplinar de marketing farmacêutico
-Workshop de assistência e atenção farmacêutica.

Bruna Gene

Farmacêutica Bioquímica formada em 2012 pela Universidade Paulista, Técnica Química formada pela ETEC Getúlio Vargas
Atua na área farmacêutica desde 2004, especialmente na Manipulação Alopática.

Atualmente, gerencia o setor de produção da MEDICATIVA e oferece suporte técnico ao setor de atendimento. Também escreve artigos sobre saúde e bem estar.

Cursos Extracurrículares:

Farmácia Oncológica
Registro de Medicamentos
Técnicas de Aplicação de Medicamentos Injetáveis
III Simpósio de atualização em Farmacologia Clínica (Universidade São Judas Tadeu)
Marketing para mídias sociais

Natan Levy

Farmacêutico Bioquímico formado em 1978 pela Universidade de São Paulo
Especialista em Manipulação Alopática pelo Conselho Federal de Farmácia
Pós-graduado em Administração de Empresas em 1985 – Fundação Getúlio Vargas
Atuou em empresas farmacêuticas como Abbot e Johnson & Johnson
Empresário e Farmacêutico líder fundador da MEDICATIVA em 1988
Estudou Compouding Techniques no prestigiado Professional Compouding Centers of America, Estados Unidos em 2000
Diretor da Anfarmag – Associação Nacional dos Farmacêuticos Magistrais -1991/2001
Farmacêutico voluntário em asilo de idosos – 1999/2005
Palestrante convidado da FAPES em Reposição Hormonal Bioidêntica
Articulista e autor de diversos artigos em revistas médicas e farmacêuticas
Participação em inúmeros Congressos e Eventos na área Médica, farmacêutica como palestrante
Palestrante convidado da Faculdade de Ciências Farmacêuticas da USP e UNIP
Consultor em Farmácia de Manipulação Alopática
Co autor do livro: TERAPIA DE MODULAÇÃO HORMONAL BIOIDÊNTICA – Editora Fapes; 2009
Autor do capítulo “GESTÃO DE RISCOS NA MANIPULAÇÃO DO MEDICAMENTO INDIVIDUALIZADO” – GUIA PRÁTICO DA FARMÁCIA MAGISTRAL – Anderson Oliveira Ferreira et al – Volume 3 – 5ª edição – Editora Associada Ltda 2018