A Artrite Reumatoide é uma doença autoimune inflamatória sistêmica. Ela acomete cerca de 1% da população, é predominante em mulheres e mais incidente na faixa etária de 30-50 anos.

A principal característica da Artrite Reumatoide é o comprometimento das articulações, principalmente das mãos e dos pés. Por ser uma doença crônica e progressiva, com o tempo pode causar limitação funcional e perda da qualidade de vida, por esse motivo é importante que o diagnóstico seja feito logo no início da doença, com tratamento melhoram os sintomas.

 

Tratamento da artrite reumatoide

O paciente deve ser esclarecido sobre sua enfermidade, tratamentos disponíveis e possibilidades de evolução da doença. Deve também sempre procurar esclarecer suas dúvidas com seu médico reumatologista.

O tratamento medicamentoso para a artrite reumatoide pode incluir o uso de anti-inflamatórios não esteroidais (AINES), corticoides, anti-inflamatórios de ação lenta, drogas modificadoras do curso da doença (DMCD) sintéticas e biológicas e drogas imunossupressoras.

 

Anti-inflamatórios não esteroidais (AINES)

Os AINES são úteis para diminuir o processo inflamatório e a dor, principalmente no início da doença.

Seu médico vai escolher o AINE mais adequado para o seu caso.

Exemplos de AINES: Diclofenaco de sódio, dipirona, meloxicam etc.

 

Corticoides

Os corticoides diminuem o processo inflamatório e a dor, podem ser utilizados junto com drogas modificadoras do curso da doença (DMCD).

Não se deve rejeitar seu uso, pois são muito importantes na contenção da inflamação e consequentemente na diminuição da dor.

Exemplos de corticoides: Prednisolona, prednisona, deflazacort etc.

 

Anti-inflamatórios de ação lenta

Os anti-inflamatórios de ação lenta são usados no tratamento da Artrite Reumatoide há muitos anos. São medicamentos seguros e eficazes, indicados principalmente em casos pouco agressivos da doença. Podem ser utilizados junto com outros medicamentos, como AINES e corticoides, para melhor resposta.

Exemplos de anti-inflamatórios de ação lenta: Difosfato de cloroquina e hidroxicloroquina.

 

Drogas modificadoras do curso da doença – DMCD

As DMCD são capazes de retardar a progressão da artrite reumatoide. Elas não curam a doença, mas possibilitam que o paciente tenha melhor qualidade de vida, mantendo suas atividades diárias.  As DMCD podem ser sintéticas ou biológicas, porém as DMCD são invasivas e de alto custo.

Exemplos de DMCD sintéticas: Metotrexato, leflunomida etc.

Exemplos de DMCD biológicas: adalimumabe, certolizumabe, rituximabe etc.

 

Drogas imunossupressoras

As drogas imunossupressoras bloqueiam a resposta do sistema de defesa do organismo. São úteis em doenças autoimunes, como a artrite reumatoide e outras, pois diminuem a inflamação, dor e progressão da doença.

Exemplos de drogas imunossupressoras: Azatioprina etc.

 

Terapias alternativas

Pacientes com doenças crônicas, como a artrite reumatoide, costumam frequentemente recorrer a terapias alternativas, como massagens, meditação, hidroginástica e acupuntura.

Apesar de benéficas, as terapias alternativas não devem ser utilizadas no lugar do tratamento tradicional.

Caso queira incluir a pratica de alguma terapia alternativa em sua rotina de tratamentos, converse sempre com seu médico, ele poderá avaliar os benefícios e segurança.

As terapias alternativas sempre serão complementares e nunca substitutas ao tratamento médico tradicional na artrite reumatoide.

O tratamento para artrite reumatoide deve ser indicado e acompanhado pelo seu médico reumatologista, em hipótese alguma você deve tomar medicamentos por conta própria. A associação de diferentes classes de medicamentos geralmente é necessária, para facilitar seu tratamento, seu médico pode solicitar que sejam colocados juntos em apenas uma cápsula.

Você sabia que a Medicativa é reconhecida pelos médicos reumatologistas de São Paulo como a farmácia de escolha na manipulação de medicamentos para artrite reumatoide? Você pode solicitar seu orçamento enviando a foto da sua receita médica para o nosso whatsapp (11) 95737-0138 ou por email: [email protected]