Os sintomas como nariz entupido, espirros, coriza, dores de cabeça e no corpo podem caracterizar as gripes ou resfriados. Você sabe a diferença entre elas?

Gripe e resfriado são doenças distintas, causadas por diferentes tipos de vírus, mas que apresentam diversos sintomas em comum, por esse motivo, muitas pessoas acham que se trata da mesma doença.

Principais diferenças

A principal diferença entre a gripe e o resfriado são a febre e o estado geral do paciente.
O resfriado não costuma provocar febre, exceto em crianças pequenas. Na gripe, esse é um sintoma muito comum e costuma ficar acima de 38ºC.

O resfriado é uma infecção branda das vias aéreas. É causado por diversos tipos de vírus,  os mais comuns são os da família do rinovírus, altamente contagiosos.

Sua transmissão ocorre através do contato com gotículas expelidas através da tosse ou espirro de pacientes infectados, ou pelo contato com mãos infectadas.

Os sintomas do resfriado começam a surgir entre 1 e três dias após o contato com o vírus e costumam se manter por 3 a 5 dias.

No resfriado, o paciente tem coriza, tosse e espirros, pode sentir-se um pouco indisposto, mas geralmente consegue realizar suas atividades diárias, como trabalho e estudo.  Raramente ocorre febre nos adultos. Geralmente temos de 3 a 5 quadros de resfriado ao ano.

Já a gripe é causada pelo vírus Influenza. É caracterizada por febre alta, geralmente seguida de dor muscular, dor de garganta, dor de cabeça, coriza e tosse seca. A febre é o sintoma mais importante e dura em torno de três dias. Os sintomas respiratórios tornam-se mais evidentes com a progressão da doença. Costumam permanecer, em geral, de três a cinco dias após o desaparecimento da febre.

Na gripe, o paciente fica abatido, normalmente acamado, impossibilitado de realizar suas atividades de rotina.

Dentre os pacientes do grupo de risco estão as crianças, idosos, gestantes e imunodeprimidos. Estes grupos são mais propensos a apresentar complicações, como pneumonia, necessitando de internação hospitalar.

Para evitar a contaminação, lave sempre as mãos, mantenha os ambientes ventilados, evite o contato próximo e compartilhamento de objetos com pessoas que apresentem sintomas.

Você também pode utilizar suplementos adjuvantes para evitar a infecção, como por exemplo as cápsulas de Óleo de Alho ou as cápsulas de Cogumelo Agaricus Blazei, que podem ajudar a aumentar as defesas naturais do organismo.